SINDIÁGUA participa de reunião na Câmara de Vereadores de Santa Maria

Com intuito de intermediar no diálogo entre o Executivo Municipal e o governo estadual, a Câmara de Vereadores de Santa Maria realizou na manhã desta segunda-feira (6), reunião com a presença de vereadores, do SINDIÁGUA e da superintendência regional da Corsan. “O objetivo da reunião é ver o que a Câmara pode fazer para interferir no processo a fim de que o município não perca 120 milhões de reais”, explicou o presidente da Câmara, vereador Werner Rempel.

O SINDIÁGUA e o superintendente regional da Corsan, Julio Cesar do Espírito Santo, explicaram que a Corsan captou um bilhão de reais no PAC 2, sendo R$ 119 milhões para o projeto de esgotamento sanitário em Santa Maria. “Para esse valor, a Caixa Econômica Federal exige convênio de cooperação do município. Esse convênio entre as partes (Estado e município) é uma sinalização do município. Dá o aval para a Corsan captar recursos”, comentou Julio. O SINDIÁGUA observou que a Corsan não quer adiantar debate da renovação do contrato de concessão (que encerra em 2016), enfatizando que o convênio entre município e Estado é necessário para captação dos R$ 119 milhões.

 

O prazo para a assinatura do convênio é até o próximo dia 10. A Câmara de Santa Maria realiza nova reunião nesta quinta-feira, às 11h, no gabinete da presidência, com a presença da direção estadual da Corsan. O objetivo é esclarecer dúvidas em itens no termo do convênio, bem como analisar o projeto da Corsan para o esgotamento sanitário apto a receber recursos da Caixa.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 8 =