Contra a reforma da Previdência, trabalhadores da Corsan realizam paralisação nesta quarta-feira

Conforme aprovado em Assembleia Geral realizada na última sexta-feira (10), os trabalhadores e as trabalhadoras da Corsan vão aderir ao Dia Nacional de Paralisação contra a reforma da Previdência, que será realizado nesta quarta-feira (15).

A mobilização convocada pelas Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) – e apoiada pelas centrais sindicais – visa alertar a população brasileira sobre as graves mudanças propostas pelo governo Temer no regime de previdência que irão prejudicar os trabalhadores e as trabalhadoras de todo o país.

Orientações
O SINDIÁGUA orienta que os trabalhadores participem das mobilizações que serão realizadas em suas respectivas cidades. Caso algum município não realize nenhum ato, os trabalhadores deverão ficar em frente a sua Unidade e distribuir os materiais que foram entregues aos Representantes Sindicais e aos colegas que estiveram na Assembleia.

Ponto Paralelo
Os trabalhadores que irão aderir à paralisação devem assinar o ponto paralelo, que será de responsabilidade do Representante Sindical.

O SINDIÁGUA esclarece que o abastecimento à população não será afetado pela paralisação, já que será mantido um contingente mínimo para garantir a prestação de serviços essenciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =