Campanha Salarial: primeira reunião de negociação é realizada

A tarde desta terça-feira (18) marcou o início das negociações referentes a Campanha Salarial 2017/2018. O primeiro encontro entre SINDIÁGUA e Corsan foi apenas um comunicado da Companhia para a categoria de que nem todos os sindicatos haviam entregues suas reivindicações, e que ela esperaria pelas outras entidades para iniciar as negociações.

Segundo o diretor Administrativo, máximo até a segunda semana de maio a Corsan convocará uma reunião como uma espécie de intersindical para dar andamento às primeiras cláusulas a serem renovadas. Já as que não tiverem nenhuma sugestão de alteração estariam automaticamente acolhidas.

A Companhia ainda salientou que está aguardando a sinalização do governo do Estado, José Ivo Sartori, através do Grupo de Assessoramento Estadual para Política de Pessoal (GAE) para apresentar o índice. Ela também adiantou que está sendo revisado o Plano de Cargos para implantação ainda nesse ano. O SINDIÁGUA fez um questionamento sobre como será essa implantação: “goela abaixo” como foi em 2001, ou a categoria terá voz e vez para se pronunciar? A Corsan disse que ouvirá, mas não necessariamente atenderá os anseios da categoria.

Por fim, a Companhia sinalizou que pretende criar uma política de terceirização, sendo que o governo Temer/Sartori (PMDB) já aprovou a lei das terceirizações irrestritas em todos os serviços e setores. Durante a reunião, não houve nenhuma sinalização objetiva sobre o PDV.

Na opinião do SINDIÁGUA, essa negociação será muito dura e difícil, precisando de toda a mobilização da categoria.

Comissão de Negociação
Confira abaixo o relato da Comissão de Negociação, eleita em Assembleia Geral, que acompanhou o encontro.

Às 14h do dia 18/04/2017, foi realizada uma reunião de apresentação para deliberarem sobre o Acordo Coletivo 2017/2018. O diretor Marcos Vinícius coordenou os trabalhos, argumentando da boa vontade da Companhia, sendo necessário aguardar o rol das propostas dos outros sindicatos, ficando para a segunda quinzena de maio, quando será feita uma análise para um acordo geral para toda a categoria. Ele comentou sobre o Plano de Cargos e Salários, que terá sua conclusão em agosto de 2017, para fazer as amarras administrativas. Resta só aguardar. Será feita uma intersindical para deliberar o Acordo Coletivo. Será feita uma Comissão para estudar a escala de revezamento/ETAS.

Compõe a Comissão de Negociação: Cleonice da Rosa (Esteio) – Tratamento, Antônio Carlos Vulfe Notzold (Três Passos) – Administrativo, Astor Rochscheidt (Santa Cruz do Sul) – Tratamento e Leandro Coneppele Jahn (Três Passos) – Operacional.

Reivindicações
Aprovado em Assembleia Geral no dia 10 de março, a proposta da Campanha Salarial 2017/2018 busca a renovação integral do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) vigente com todas suas correções sobre o INPC, e o acolhimento de novas cláusulas deliberadas pela categoria em Assembleia. Na questão salarial, os trabalhadores e as trabalhadoras almejam a aplicação imediata do INPC, mais 50% do índice a título de Ganho Real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 9 =