Vereador de Esteio quer entender diferença em proposta da Corsan para a PPP

O SINDIÁGUA recebeu na tarde de quarta-feira (18) a visita do vereador Leo Dahmer (PT), de Esteio. O parlamentar, que votou contra o projeto de Parceria Público-Privada (PPP) da Corsan naquele município, veio buscar informações sobre notícia veiculada no Jornal Diário de Canoas no dia 17 de julho.

No jornal consta que, em nota, a direção da Corsan teria afirmado que caso Canoas não aceite a PPP, ficará de fora do desconto a ser conquistado com a licitação da PPP.

Dahmer quer saber por qual motivo tal desconto não fazia parte da proposta para Esteio. Argumenta o vereador que lá, pelo novo contrato assinado entre Corsan e Prefeitura, a cobrança de tarifa de esgoto será a mesma que a Corsan cobra em todo o seu sistema.

A conversa também tratou se o índice a ser cobrado pela tarifa de esgoto em Esteio, de 70% sobre o consumo de água, é o mais justo para o cidadão do município, tendo em vista que o dinheiro público já bancou praticamente todas as obras necessárias para aquele sistema de esgoto.

O SINDIÁGUA garantiu ao vereador que já estão sendo dados encaminhamentos para estas e outras questões muito mal explicadas desta PPP. Não só em Esteio, mas em todas as cidades que compõem essa tentativa de privatização do esgoto na região Metropolitana da Capital gaúcha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + nove =