Trabalhadores fortalecem resistência ao desmonte do estado e impedem votação do “pacotaço” de Sartori

O SINDIÁGUA participou nesta terça-feira (11), em companhia da CUT-RS, de servidores públicos, de funcionários de empresas estatais e movimentos sociais, de um novo protesto contra o desmonte do Estado, no centro de Porto Alegre, que impediu, mais uma vez, a votação do restante do “pacotaço” do governo Sartori na Assembleia Legislativa. A manifestação reafirmou também a resistência  contra as reformas da Previdência e Trabalhista do governo ilegítimo de Temer.

Foto: Sul 21

Após concentração ao meio-dia na Esquina Democrática, os participantes saíram em caminhada até a Praça da Matriz, onde realizaram um ato em frente ao Palácio Piratini. A atividade foi organizada pela Frente em Defesa das Estatais e teve o objetivo de alertar o governo e a sociedade para a defesa do patrimônio e dos serviços públicos e denunciar a cassação de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários pelos governos do PMDB.

Outro alvo dos manifestantes foi a PEC 259/16, que propõe a retirada da Constituição da obrigatoriedade de plebiscito para a venda da CEEE, da Sulgás e da Companhia Riograndense de Mineração (CRM).

Com informações de CUT-RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − sete =