SINDIÁGUA no 21º do Congresso da FNU

Nessa quinta e sexta-feira o SINDIÁGUA, e seus dirigentes, participam de um importante congresso da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU).

O evento, que é trianual, visa definir os rumos das atuações sindicais do setor urbanitário, já que na “reforma” Trabalhista muitas atividades tiveram que ser reduzidas.

A FNU busca alternativas e estratégias para que a luta em prol dos trabalhadores possa continuar, bem como como derrotar, no Congresso Nacional, a Medida Provisória 844/18 e a intenção do governo Temer de realizar a privatização do setor energético do brasileiro.

MP do Saneamento
Desde o início da semana, em um trabalho em conjunto com o gabinete do senador Paulo Paim, uma audiência pública sobre a privatização da água, aos olhos da MP 844/18, foi marcada para o dia 29 de agosto, no Senado.

A partir de agora será realizado um intenso trabalho para contatar entidades para que a sociedade brasileira, em sua pluralidade, possa participar deste importante debate.

Uma reunião na Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) da Câmara dos Deputados também abordou ações para barrar a MP 844/18.

Para o presidente interino do SINDIÁGUA e coordenador da FNSA, Arilson Wünsch, ambos os setores (saneamento e energia) estratégicos estão sob grande risco e a única resistência está nos sindicatos, os quais o governo Temer, e também seu aliado no RS Sartori, quer destruir. Para Wünsch, o trabalho feito pelos sindicatos, e seus Representantes junto à sociedade será fundamental para a preservação do saneamento e a energia como bens públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + um =