SINDIÁGUA/RS se reúne com presidente da Corsan para tratar de suposto fechamento da SURPA

Na manhã desta terça-feira (11/08), o SINDIÁGUA/RS esteve reunido com o Presidente da Corsan, Roberto Barbuti, para tratar sobre o possível fechamento da Superintendência Regional do Pampa – SURPA. Atendendo a uma demanda dos trabalhadores da região, o sindicato buscou esta agenda para esclarecer os boatos sobre os rumos que a Companhia pretende dar para este assunto.

Esta pauta estar sendo tratada dentro da empresa é bastante preocupante, principalmente por se tratar de uma região que já sofreu processos de privatização, causando grandes danos aos trabalhadores e trabalhadoras que tiveram suas vidas impactadas. É uma situação delicada e nós não gostaríamos de vivenciar episódios semelhantes sem razões mínimas para que isso aconteça.

Após a saída da ex-superintendente, e de ter assumido de forma cumulativa o superintendente da SURFRO, gerou preocupação entre os trabalhadores em razão das informações sobre a incerteza da superintendência. Ocorreu intensa mobilização de lideranças locais e regionais, se posicionando frontalmente contrários a esta decisão errada do ponto de vista do atendimento prestado ao usuário, ao povo gaúcho.

O presidente Barbuti ressaltou que não existe a intenção de fechar a SURPA e que este não seria o momento para tratar deste assunto, alem disso também deixou claro que a companhia é dinâmica e que esta pauta pode ser tratada no futuro como qualquer outra alteração estrutural.

Assim como as lideranças regionais, o SINDIÁGUA/RS seguirá em alerta constante e continuará agindo para que nenhuma movimentação que diminua a presença da Corsan nos municípios, seja levada. Sabemos da importância que uma estrutura como a SURPA tem para as cidades abrangidas, principalmente no estreitamento das relações com as prefeituras e na agilidade da prestação dos serviços regionalizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 4 =