Cartel da água atuaria em vários municípios gaúchos

O Ministério Público do Estado (MPE) já trabalha com a hipótese de que o cartel da água estaria atuando em vários municípios gaúchos e, até mesmo, em outros estados. O assunto foi ventilado nessa quarta-feira durante reunião entre a bancada petista e o promotor Flávio Duarte, que investiga supostas fraudes envolvendo licitações dos serviços de água e esgoto no Estado. “O promotor afirmou que há sinais de que o crime cometido em São Luiz Gonzaga ocorreu também em outras cidades”, declarou o deputado Jeferson Fernandes (PT).

Há fortes indícios de que lobistas teriam visitado várias cidades para convencer prefeitos sobre a ineficácia do serviço de água e esgotos oferecido pela Companhia Rio-grandense de Saneamento (Corsan). A partir daí, entrariam em ação consultorias que se ofereceriam para elaborar planos e forneceriam modelos de licitação a serem executados pelas prefeituras.

Segundo Fernandes, o promotor revelou ainda que um dos principais personagens do esquema montado no Rio Grande do Sul seria filho de uma autoridade do governo de Santa Catarina. A confirmação reforça a tese do deputado federal Bohn Gass (PT), que apontou na semana passada a possibilidade da fraude envolvendo as licitações de água e esgoto ter alcance nacional.

O Tribunal de Contas do Estado entregou aos parlamentares petistas, ontem, peças processuais relacionadas ao tema do saneamento. Os pareceres foram produzidos a partir de inspeções nas prefeituras de São Luiz Gonzaga, São Borja, São Gabriel, Uruguaiana e Santa Cruz do Sul.

A bancada do PT irá trabalhar na análise dos documentos nas próximas semanas para decidir como podem auxiliar no esclarecimento do tema. “Como se trata de prefeituras e empresas, temos dificuldade de instaurar uma CPI. Por enquanto, isso caberia às câmaras municipais”, declarou o líder da bancada do PT, Daniel Bordignon. No entanto, o petista admite que, se comprovada a existência de um esquema estadual, caberia à Assembleia instaurar uma CPI.

 

Fonte: correiodopovo.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =