Entidades populares lançam Fórum Alternativo Mundial da Água em Brasília

Na última sexta-feira (9), em Brasília, foi realizado o lançamento do Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA). Com o lema “Água é direito, não mercadoria”, o evento acontecerá paralelamente ao Fórum Mundial da Água, em março de 2018. O SINDIÁGUA acompanhou o lançamento.

De acordo com o documento intitulado “Chamamento aos Povos para o Fórum Alternativo Mundial da Água 2018”, o evento tem como objetivos ser democrático, transparente, participativo, descentralizado e acessível. Terá a função de discutir problemas relacionados à água e ao saneamento, como direito fundamental, nas suas mais variadas interfaces, em busca de soluções que representem sustentabilidade e segurança hídrica para os seres humanos e a manutenção da vida na Terra.

 

 

Além de sensibilizar e mobilizar a população sobre o tema e a problemática da água e do saneamento, empreendendo amplo debate público em todo o país por meio de seminários, aulas públicas, oficinas, atividades culturais, atos ecumênicos e outros, bem como, desenvolver um processo de sensibilização visando ainda colocar o debate de forma permanente na agenda da sociedade e reforçar a luta contra a mercantilização da água.

Para o dirigente sindical do Sindicato dos Urbanitários do Distrito Federal, Victor Frota, é urgente redefinir uma nova cultura sobre o acesso a bens essenciais como energia e água, que garantam à população melhor condições de vida. “O Fórum vem para reforçar e por em pauta a luta pelo acesso dos povos aos bens e serviços necessários à sobrevivência, com controle social. Temos que ressignificar a água como um direito e não como mercadoria. Considerando ainda que o acesso à energia elétrica e ao saneamento básico, necessariamente, melhora o IDH local, e consequente melhora a qualidade de vida das pessoas do respectivo município”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =