Campanha Salarial: governo do Estado oferece 70% do INPC

Na manhã desta quarta-feira (9) foi realizada mais uma reunião de negociação referente a Campanha Salarial 2017/2018. Durante o encontro, o Grupo de Assessoramento Especial (GAE) do Estado comunicou que o governo Sartori definiu três grupos para enquadrar as estatais:

Grupo 1 – Deficitárias
Grupo 2 – Superavitárias (Corsan)
Grupo 3 – Órgãos que não possuem ACT direto com o Estado

O GAE também comunicou que todos os acordos das estatais estão sendo analisados pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE), através de decreto do governador Sartori, mesmo depois de negociados e acolhidos.

O Grupo afirmou que pode repassar o INPC integral (3,99%) em todas as cláusulas, porém, o governo do Estado definiu 70% do índice nos salários e 100% nas cláusulas financeiras/sociais. As demais cláusulas seguem em análise da PGE e há informações que cortes estão sendo realizados.

Depois de ouvirem o GAE, os sindicatos – mais uma vez – se retiraram da reunião e reiteraram a falta de respeito do governo do Estado aos trabalhadores da Corsan, que apresentaram suas reivindicações no mês de março. Em seguida, as entidades se reuniram na sede do SINDIÁGUA para programar novas estratégias.

Durante a reunião, ficou definido, conforme ofício enviado pela Intersindical (organizada pelos sindicatos) na última semana, que nesta quinta-feira (10) os sindicatos estarão na Corsan, às 9h30min, aguardando uma proposta concreta e condizente com a situação de uma Companhia superavitária.

Caso isso não ocorra, será realizada a paralisação de um turno (da manhã) no dia 15 (terça-feira) em todos os locais de trabalho da Corsan. Portanto, mantenha-se mobilizado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − quatro =