SINDIÁGUA compõe chapa eleita da Federação Nacional dos Urbanitários

Na semana passada o SINDIÁGUA participou, após uma série de reuniões sobre a Medida Provisória 844/18, do 21º Congresso Nacional da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), que foi realizado nos dias 16 e 17 de agosto, em Brasília. O evento, que é trianual, buscou definir os rumos das atuações sindicais do setor urbanitário.

Durante o Congresso, representantes de inúmeras entidades trabalharam em estratégias para que a defesa contra o avanço privado nos setores de saneamento e energia, que são de soberania nacional, seja enfrentado.

Nas próximas semanas a FNU, em conjunto com suas entidades filiadas, darão continuidade ao amplo trabalho para barrar a MP 844/18 no Congresso Nacional. Além é claro, de evitar a privatização do setor elétrico brasileiro, já em andamento pelo governo de Michel Temer.

Para marcar esta luta, no próximo dia 30 será realizado o Dia Nacional de Mobilização contra a MP da Sede e da Conta Alta. Nesta data, em todas as capitais dos estados deverão acontecer, das 14h às 16h, audiências públicas nas Assembleias Legislativas, além de outras atividades e ações que serão realizadas pelas entidades sindicais.

O Congresso da FNU também elegeu a nova diretoria da Federação para o triênio 2018-2021. Foram reeleitos o presidente Pedro Tabajara Blois Rosário (STIU-PA) e o vice-presidente Nailor Guimarães Gato (SINDUR).

O SINDIÁGUA compôs a chapa de consenso e teve dois eleitos. Arilson Wünsch, presidente interino do SINDIÁGUA, foi eleito secretário Administrativo e Finanças. Já a secretária Regional Litoral, Renata Barbosa Valim, foi eleita secretária da Juventude, comprovando a força e a representatividade que o SINDIÁGUA possui em âmbito nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 − dois =