Sindae-BA denuncia a privatização da água

Assim como em outras grandes cidades do país, o clamor popular se fez presente no 18º Grito dos Excluídos que tomou conta do centro de Salvador na última sexta, 7 de setembro, enchendo a rua de protestos e reivindicações. Junto a várias entidades do movimento social e popular, além de partidos políticos, o Sindae se fez presente levando seu grito contra a privatização da água, nisso incluindo o uso de Parcerias Público-Privadas (PPP’s), instrumento nocivo e que vem sendo cada vez mais utilizado pelos governos estadual e federal.

O Sindae também cobrou publicamente do governador a revogação da lei que privatiza a Embasa e defendeu mais uma vez o saneamento público e a garantia de acesso à água para todos (as). A nova edição do Grito foi bastante participativa e marcada por reivindicações de inclusão social nas obras da Copa do Mundo, que será realizada no Brasil, contra a violência crescente, por mais moradias, pela punição de crimes praticados por policiais, contra a corrupção política, pela apuração das atrocidades praticadas na ditadura militar, contra a construção de usinas nucleares em nosso estado, pela reforma agrária, defesa do meio ambiente e valorização dos professores, entre outras bandeiras.

 

Fonte: Sindae-BA

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + doze =