SINDIÁGUA presente em ato unificado contra o pacotaço de Sartori

Os trabalhadores e trabalhadoras da Corsan participaram nesta terça-feira (13), em Porto Alegre, de uma ampla mobilização contra o pacotaço do governador José Ivo Sartori (PMDB).

Após uma assembleia unificada no Largo Glênio Peres, os servidores de fundações ameaçadas de extinção, professores da rede estadual, policiais e outros funcionários públicos fizeram uma caminhada até a Praça da Matriz e realizaram um ato em frente ao Palácio Pirati. Dezenas de sindicatos agitaram bandeiras, cartazes e camisetas em defesa dos servidores, dos serviços públicos e do patrimônio do povo gaúcho.

 

 

O pacotaço apresentado por Sartori prevê a demissão de 1.200 funcionários públicos, extinção de nove fundações, fim do plebiscito para a privatização da CEEE, Sulgás e CRM, escalonamento de salários e parcelamento do 13º salário, dentre outras medidas nefastas que afetam diretamente os servidores e prejudicam os serviços públicos.

Em sua fala durante o ato, o presidente do SINDIÁGUA, Leandro Almeida, ratificou o apoio do Sindicato e dos trabalhadores da Corsan aos demais colegas de funcionalismo. Leandro também alertou para as ações recentes da direção da Companhia, como a intenção de realizar Parcerias Público-Privadas. Para ele, tais medidas ameaçam o futuro da Corsan e mostram a face do governo Sartori, onde a venda de patrimônios do povo gaúcho é a principal marca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 16 =