Sindicatos lançam Fórum Popular em Defesa da Água em Porto Alegre

Iniciativa de coletivo de entidades realizou com ato contra privatizações e debate o acesso à água e saneamento como direito fundamental

Para marcar o Dia Mundial da Água, nesta quarta-feira, 22, sindicatos de trabalhadores de diversas categorias e movimentos sociais lançaram em Porto Alegre o Fórum Popular em Defesa da Água, com um ato público na Praça da Matriz, junto à Assembleia Legislativa e o Palácio Piratini.

O Fórum tem como objetivo contribuir com a luta contra a privatização do saneamento, dialogando com a comunidade sobre os riscos da desestatização da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e privatização do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) de Porto Alegre, que estão judicializadas.

Além disso, retomar água e saneamento como direito fundamental nas suas mais variadas interfaces, em busca de soluções que representem sustentabilidade, segurança hídrica e a manutenção da vida com qualidade para todos, são os principais pontos do Fórum.

No evento foram debatidos temas pertinentes à recuperação da Companhia Riograndense de Saneamento para seu lugar de empresa pública de água e saneamento do Estado, e as denúncias da ilegitimidade das ações que sustentam os processos de privatização das empresas do setor.

As entidades que participam do Fórum são Sindiágua/RS, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Sindicato dos Municipários (Simpa), Ascorsan, Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD), Levante da Juventude, Setorial Ecossocialista do PSol, Coletivo de Teatro Panapaná, SerAção, Levante da Juventude, CUT, CSP/Conlutas, SINDIPPD, Sindisep, Coletiva Feminista Outras Amélias – Mulheres de Resistência e Luta, MST, Pastoral da Ecologia, Movimento Laudato Si/RS, PSTU, Movimento Roessler para Defesa Ambiental, Preserva Zona Sul, e Frente Parlamentar em Defesa da Água Pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =